2 de abr de 2008

e-lixo. É preciso agir em defesa do meio ambiente.

Amigos, ultimamente tenho me debruçado, literalmente, em livros e outras produções para atender as exigências do mestrado que estou cursando. Não tem sido fácil, estudar e trabalhar, mas hoje não resisti e como o tema mexe com todos nós, aqui estou para socializar com voces a preocupação com o LIXO ELETRÔNICO.

“Em 2007 os microcomputadores estão presentes em 24% dos domicílios brasileiros, um crescimento de quatro pontos percentuais em relação ao ano anterior, mostrando um aumento no ritmo das aquisições domiciliares” (Veja a pesquisa completa em http://www.cetic.br ). O crescimento da oferta de novos computadores nas lojas no Brasil chega a casa dos 10 milhões de toneladas ao ano.
Segundo o CDI – Comitê de Democratização da Informática os resíduos eletrônicos estão entre as categorias de detritos com maior índice de crescimento no mundo já alcançando a marca de 40 milhões de toneladas ao ano.

O que fazemos com os antigos? Naturalmente o descarte acontece, mas onde descartar?

Alguns paises já demonstram preocupação com a reciclagem do seu e-lixo
O que acontece com o seu PC quando ele vai para o lixo?

Queremos reduzir o problema ou se preocupa com o meio ambiente adote atitude.
Vai mudar de equipamento? Pense antes na possibilidade de um upgrade do seu computador. Se mesmo assim sua necessidade não é atendida ou se não vale a pena adaptá-lo destine o antigo para quem possa reaproveitá-lo
Existe entidades que fazem isto e agradece sua contribuição, tipo:
Agente Cidadão – http://www.agentecidadao.org.br/
CDI – Comitê de Democratização da Informática – http://www.cdi.org.br/
Associação Brasileira de redistribuição de Excedentes (http://www.abre-excedente.org.br/
Casas André Luiz – http://www.andreluiz.org.br/
Fonte: A tarde - caderno Digital p.4 - 23/4/2008

Um comentário:

Sindy disse...

Estava pesquisando sobre o assunto e cheguei aqui. Excelente contribuição!
Abçs
Sintian