21 de fev de 2007

Terceira onda da Internet - WEB 3.0

É uma ideia futurista que poderá otimizar ainda mais as pesquisas na Internet. ´Pesquisadores e empresarios com IBM e google já estão pensando como estrategia de antever a necessidade do usuário e esquentar o mercado.
O termo, segundo o norte-americano, considerado o principal autor em semântica da rede, foi empregado pela primeira vez pelo jornalista John Markoff, num artigo do "New York Times" e logo incorporado e rejeitado com igual ardor pela comunidade virtual.
Em sintese, leia abaixo em entrevista à Folha, Spivack diz que a WEB 3.0 seria a terceira onda. A primeira, Web 1.0, foi a implantação e popularização da rede em si; a Web 2.0 é a que o mundo vive hoje, em que os mecanismos de busca como Google e os sites de colaboração do internauta, como Wikipedia e YouTube, dão as cartas. A Web 3.0 seria a organização e o uso de maneira mais inteligente de todo o conhecimento já disponível na Internet.De que maneira? Daniel Gruhl, um dos diretores do Almaden IBM Research Center, exemplifica.

Até agora, disse ele à Folha, a rede é como uma lista telefônica com bilhões de páginas. Um mecanismo de busca como o Google permite que o usuário pesquise o conteúdo de cada página -todos os Silva, para ficar na metáfora da lista- e mesmo utilize a "busca avançada" para restringir um pouco mais os resultados -todos os Silva de São Paulo."A Web 3.0 organiza e agrupa essas páginas, por temas, assuntos e interesses previamente expressos pelo internauta".
Materia publicada em Folha de São Paulo de 21.02.2007 caderno Informatica publicado em http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2102200702.htm

Nenhum comentário: